CNES para dentista: Regularize seu escritório!
Professional Dentist tools in the dental office. Dental Hygiene and Health conceptual image. Blue image.

CNES para dentista: Aprenda a regularizar seu consultório odontológico

O CNES para dentista é um documento essencial para quem pretende trabalhar no ramo odontológico, seja como autônomo ou em seu próprio negócio. 

Afinal, estar regulamentado e em dia com questões burocráticas, facilita a organização do seu negócio e o potencial de crescimento, além de garantir maior qualidade e confiabilidade aos olhos do cliente.

E, mesmo que esse seja um documento bastante conhecido dos profissionais da saúde, ele é de extrema importância para manter o seu consultório em pleno funcionamento.

Pensando nisso, separamos algumas informações sobre o que é o CNES para dentistas e como você pode fazer o cadastro!

O que é o CNES para dentista?

O Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES) foi criado com a intenção de reunir informações sobre os respectivos estabelecimentos por todo o país.

Nele, é possível buscar dados específicos do negócio, como a infraestrutura do local, número de funcionários e serviços prestados de maneira avulsa. 

Ainda, serve para que o Ministério da Saúde consiga gerenciar de forma mais prática serviços da área da saúde no Brasil.

Assim, para facilitar as questões burocráticas, o CNES para dentista pode ser um grande aliado no gerenciamento do seu negócio odontológico. 

Inclusive, esse documento também faz parte da organização entre uma das exigências do Ministério da Saúde para se manter em funcionamento, fazendo com que sua importância seja ainda maior.

Qual a importância do CNES para dentista?

Basicamente, o CNES é o documento responsável por reunir dados sobre todos os estabelecimentos cadastrados, como funcionários, infraestrutura e capacidade para atendimento médico nos locais. 

No ramo odontológico, o CNES para dentista atua como um “RG” do estabelecimento, uma vez que ele oferece mais transparência de informações e garante uma melhor visibilidade, já que o consultório estará devidamente regulamentado.

Por isso, se você pretende oferecer um serviço de qualidade dentro das normas do Ministério da Saúde e quer ter mais assistência governamental, o CNES para dentista é indispensável no seu negócio. 

Qual o objetivo do CNES para dentista?

O objetivo principal do CNES para a saúde no país é manter um controle maior sobre os estabelecimentos dessa área e ter mais organização sobre o SUS (Sistema Único de Saúde). 

Assim, o CNES para dentista segue o princípio de garantir um maior controle e planejamento do seu negócio, uma vez que você terá em mãos dados não só da sua clínica, mas de todos os outros estabelecimentos nesse ramo.

Além disso, o principal ponto é estar regulamentado com os órgãos responsáveis pela fiscalização e acompanhamento das suas atividades econômicas, o que oferece transparência aos clientes, um serviço de qualidade garantida e mais assistência governamental. 

Como fazer o cadastro do CNES para dentista? 

Para fazer o cadastro, você deve procurar a Secretaria de Saúde do seu estado para preencher algumas fichas sobre o estabelecimento e após isso, ir diretamente no site do CNES para continuar.

Primeiramente, o seu estabelecimento precisa estar regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conseguir obter o seu cadastro.

Ao procurar a Secretaria de Saúde do seu estado ou município para o preenchimento das fichas, você terá dois tipos para escolher, o CNES Simplificado e o CNES Completo.

A seguir, separamos algumas informações sobre os tipos de fichas e como continuar o seu cadastro. Confira:

CNES Simplificado

As fichas para o CNES Simplificado servem para os casos em que consultórios odontológicos trabalham de forma isolada em um mesmo local.

Para isso, cada dentista precisa ter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e um alvará sanitário único, se encaixando assim no CNES Simplificado. 

Nesses casos, não entram clínicas nas quais os dentistas trabalham como funcionários, sem os seus respectivos CNPJs.

Por isso, é importante ter em mente em qual dos casos o seu negócio se encaixa antes de ir à Secretaria de Saúde. 

CNES completo

Ao contrário do CNES Simplificado, as fichas do tipo Completo estão disponíveis para os casos de clínicas odontológicas.

Assim, o estabelecimento em questão precisa ter um CNPJ próprio e estar devidamente regulamentado para a exercer atividades na área da saúde. 

Desse modo, o representante da clínica precisará preencher as fichas com os dados da própria empresa, ao contrário do que acontece no CNES para dentista autônomo.

Separação de documentos

Após entender qual o tipo de CNES para dentista que você irá tirar, será necessário preencher 15 fichas com algumas informações como:

  • Nome, endereço e CNPJ;
  • Quais os serviços oferecidos pelo local;
  • Descrição de cada colaborador e funcionário;
  • Responsável pela empresa;
  • Qual a capacidade da clínica ou consultório;
  • Número de equipamentos e especificações sobre eles; 
  • Filiações de sindicatos.

Além disso, em casos de clínicas, serão necessários recolher os dados de cada funcionário em serviço em uma ficha específica, a qual requer alguns outros dados, como: 

  • Nome do funcionário;
  • RG e CPF;
  • Nível de escolaridade;
  • CBO (Classificação Brasileira de Ocupações);
  • Cadastro no conselho de classe; 
  • Além dos dados sobre a infraestrutura como já mencionamos anteriormente. 

Por fim, a licença da Vigilância Sanitária e do Departamento de Urbanismo da sua cidade ou estado são documentos que você também precisará ter em mãos para realizar o seu Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. 

Acompanhamento de Status

Todas essas fichas que devem ser preenchidas estão disponíveis para download no próprio site do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. 

Com toda a documentação devidamente preenchida, o gestor responsável pela clínica ou consultório deverá assinar as fichas e encaminhar, em duas vias, para a vigilância sanitária da sua cidade ou município.

Por fim, para os casos em que tudo estiver correto com os documentos, a clínica receberá um número de CNES para dentistas e você já está cadastrado e regulamentado. 

Caso haja algum erro na papelada preenchida, você receberá um aviso para fazer os ajustes necessários e reenviar à vigilância sanitária.

Com tudo normalizado e o seu número de CNES gerado, você já poderá aproveitar os benefícios do CNES para dentista. 

Ter uma contabilidade auxiliando neste processo

Contar com uma contabilidade para dentistas especializada também pode ser uma grande aliada em todos os processos burocráticos do seu estabelecimento. 

Isso acontece pois, ao contar com um escritório contábil te auxiliando nessas tarefas, você garante mais praticidade e agilidade nos procedimentos em questão.

Além disso, a contabilidade é uma forma de manter o seu estabelecimento sempre organizado e com um bom planejamento para o futuro.

Nos casos de CNES, uma assessoria contábil pode ajudar a evitar deslizes durante o processo para o cadastro, além de agilizar toda a espera pela aprovação. 

Para isso, a Uphold Contabilidade pode te auxiliar durante o seu cadastro no CNES, bastando apenas entrar em contato conosco para ter mais informações. 

Principais dúvidas sobre o CNES para saúde

Embora você já saiba o que é o CNES para dentista e como ele pode ser importante no seu negócio nesse ramo, ainda podem ter algumas dúvidas em mente sobre esse tema.

Se você chegou até aqui, deve estar bastante interessado no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde e, para te deixar ainda mais informado sobre o assunto, listamos as principais dúvidas sobre o CNES.

Confira:

O CNES para dentista é obrigatório?

O CNES é obrigatório para qualquer estabelecimento que trabalhe na área da saúde, uma vez que ele é necessário para o controle da saúde no Brasil inteiro.

Caso a sua clínica ou consultório não estejam devidamente cadastrados, as atividades realizadas são consideradas ilegais perante à lei e estão sujeitas a punições. 

Além disso, se o seu estabelecimento não estiver cadastrado no CNES, você não poderá ter qualquer filiação ao Sistema Único de Saúde, bem como qualquer plano de saúde da sua região.

É exatamente por isso que é tão importante você estar atento à regularidade do seu CNES, mantendo o cadastro sempre atualizado, de acordo com as orientações do site.

Quem precisa do CNES?

O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde é necessário para qualquer local que exerça atividades nesse ramo. 

Sendo assim, hospitais, clínicas odontológicas, clínicas de fisioterapia, clínicas de nutrição e acupuntura, são apenas alguns dos estabelecimentos que necessitam desse cadastro para exercerem suas funções. 

Além disso, também é importante ressaltar que o CNES só serve para estabelecimentos do ramo da saúde, o que não anula a necessidade dos profissionais envolvidos na organização precisam ter seus Cartão Nacional de Saúde (CNS).

Sendo assim, o CNES para dentista é essencial na sua clínica ou consultório, portanto, não deixe de fazer o cadastro. 

Esse cadastro é obrigatório para dentista?

Como mencionamos anteriormente, o CNES é obrigatório em qualquer caso de estabelecimentos que exerçam atividades na área da saúde. 

Sendo assim, mesmo que você seja dentista autônomo ou trabalhe em uma clínica odontológica, é necessário que o seu estabelecimento esteja devidamente cadastrado no CNES. 

Isso evita que você fique sujeito a penalidades legais e seja impedido de exercer sua profissão, em casos de atividades ilegais, ou seja, sem o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. 

Por que preciso manter o CNES para dentistas sempre atualizado?

O CNES para dentista é a garantia de que o seu serviço odontológico está devidamente regulamentado e seguindo todas as normas que o Ministério da Saúde impõe.

Sendo assim, mantê-lo sempre atualizado, com as correções necessárias a cada mês, significa se importar com a qualidade do serviço e ter em mente sempre oferecer o melhor para os clientes.

Onde o CNES para dentista deve ficar no consultório?

O CNES para dentista é a garantia de um atendimento de qualidade e dentro das normas legais em qualquer estabelecimento. 

Em casos de consultório, manter o documento aos olhos dos clientes pode ser uma forma de mostrar a importância dessa regulamentação para o seu estabelecimento. 

Isso faz com que os seus clientes percebam o cuidado com um serviço prestado com qualidade e se sintam mais confortáveis a retornarem ao consultório.

Sendo assim, o CNES para dentista não só evita problemas judiciais e torna o seu estabelecimento dentro das normas legais, como também é um alvará de serviço de qualidade para os clientes. 

Por isso é tão importante garantir que o seu negócio esteja cadastrado no CNES e devidamente atualizado a cada mês. 

Você já entendeu tudo sobre o CNES para dentista e como ele pode te ajudar a impulsionar o seu consultório.

Quer saber mais sobre temas relacionados ao ramo odontológico? Então não deixe de ler os outros artigos do blog e nos visitar nas redes sociais!

Ultimas Postagens