Endosso ou novo seguro: 3 dicas de como orientar seu cliente!
endosso ou novo seguro

3 dicas de como orientar o cliente em relação ao endosso ou novo seguro

endosso ou novo seguro

Um processo de endosso ou novo seguro pode vir a fazer parte da vida de um consumidor ao comprar um automóvel ou realizar a troca de outro bem importante. 

Afinal, a documentação para se tornar proprietário de algum bem é consideravelmente extensa e pode até assustar quem está adquirindo algo pela primeira vez no seu nome.

No entanto, esse processo é indispensável para assegurar que todas as questões jurídicas estejam devidamente resolvidas para impedir qualquer imprevisto no futuro. Nesse sentido, uma ação imprescindível é se precaver e fazer a contratação de seguro, ou seja, contar com um suporte para ocasiões inesperadas. 

O benefício de tomar essa atitude é que o ônus do proprietário do bem é repassado para o serviço selecionado. E, quando algumas mudanças surgem para o cliente, esse contrato deve se adequar para comportar isso. 

Então, acompanhe o texto para saber mais detalhes sobre apresentar esses processos a sua clientela: 

O que é o endosso de um seguro?

O endosso do seguro se refere a uma alteração ou ajuste em uma apólice vigente, também chamado aditivo de um contrato. 

Isso quer dizer que o endosso oficializa qualquer modificação no seguro, contendo todos os dados sobre uma transferência de contrato, atualização de cadastro, modo de pagamento e adequações que podem acontecer ao longo de sua duração.

Sendo assim, qualquer mudança, por menor que possa parecer, precisa ser informada à corretora para ajustar o acordo. 

Por exemplo, uma mudança nas informações pessoais, como no estado civil do segurado ou mesmo uma nova área de circulação para o seguro de um carro.

Como explicar ao cliente as diferenças entre o endosso e o novo seguro?

O cliente que não sabe exatamente se precisa de um endosso ou novo seguro necessita, especialmente, de uma orientação tranquila para estar adequadamente amparado em situações que fogem do seu controle. 

Portanto, é preciso reunir todas as informações para facilitar essa tomada de decisão e auxiliar a pessoa a compreender qual é a melhor alternativa para o seu caso, já que somente o cliente poderá determinar o que se encaixa adequadamente nas suas necessidades. 

Por isso, é indispensável explicar o que cada opção abrange, tanto o endosso quanto um novo seguro, esclarecendo em termos mais simples e didáticos todo o processo envolvido. Afinal, nem todos estão cientes dos significados desses conceitos.  

O que levar em consideração entre o endosso e novo seguro

Mas, o que precisa ser levado em conta no momento de detalhar o endosso ou novo endosso a um cliente? 

Nesse sentido, existem algumas particularidades que precisam ser salientadas para que a pessoa faça a melhor escolha visando atender a sua demanda. E quais seriam esses fatores? Confira a seguir!

Valores

Às vezes, o cliente realiza a contratação de seguro e acontece algo que altera a sua necessidade após algum tempo. Sendo assim, os valores para fazer algum ajuste ou oferecer uma nova cobertura podem oscilar.

Por isso, o ideal é apresentar a cotação para ele analisar cuidadosamente. Afinal, a meta dessa avaliação de preços é conferir se acontecerá algum agravamento ou diminuição do risco de acordo com essas alterações. 

A partir daí, é possível explicar se ocorrerá cobrança adicional ou não. E, a conversa deve ser franca e clara com o interessado. 

Perfil do cliente

A opção pelo endosso ou novo seguro depende consideravelmente do perfil do segurado. Quando não é mais do interesse do cliente dar continuidade a cobertura antiga, o ideal é fornecer um novo seguro para seguir com esse atendimento.

Todavia, se a vontade for manter o serviço atual, mas com algumas modificações de dados, a alternativa é efetuar um endosso. 

Por isso, esclarecer os diferenciais e como esses termos podem interferir em cada caso também faz toda a diferença.

Tipo de cobertura

Os modelos de cobertura que o segurado conta na apólice vigente é que define o que ele poderá receber ao acontecer um sinistro. 

Quando se pensa em ampliar ou reduzir a cobertura, por mais óbvio que possa soar, a leitura e o detalhamento de todos os tópicos do contrato oferecido é essencial. 

Essa ação ajuda a minimizar a possibilidade de algum problema a longo prazo, pois o cliente já estará consciente de todos os termos, valores e benefícios.

3 dicas para apresentar o endosso e novo seguro ao cliente

A tarefa de detalhar um endosso ou novo seguro pode ser complicada, uma vez que poucos clientes conhecem todas as terminologias relativas ao mercado de seguros, como sinistro, bônus, franquia e afins. 

Então, como passar todas as informações de maneira descomplicada? Acompanhe abaixo!

Seja transparente durante a apresentação da proposta

O primeiro passo na conversa sobre endosso ou novo seguro é ser claro e transparente nas suas orientações. 

Se a pessoa optar por realizar um novo seguro, é preciso instruir a esperar o encerramento do acordo em vigor, porque a quebra do contrato pode gerar o pagamento de alguma multa.

Além disso, ao concluir um contrato com histórico satisfatório (sem passar por nenhum imprevisto), o indivíduo pode ganhar uma bonificação, que serve como um desconto anual.

Mas, se a intenção é seguir com a mesma oferta básica do seguro, promovendo pequenas modificações na cobertura, é recomendado sugerir um endosso, pois quanto menor for essa adequação, mais benefícios ele terá.

Apresente prós e contras das duas escolhas

Atualmente, o consumidor se mostra cada vez mais exigente e procurando todas as oportunidades que estão ao seu alcance para reduzir a pressão sobre o orçamento tanto pessoal quanto empresarial.

Por isso, o profissional do segmento de seguros necessita estar pronto para instruir a sua clientela da melhor forma possível visando o pleno entendimento de todos os pontos favoráveis e os pontos preocupantes de um endosso e novo contrato.

E, juntamente com o seu cliente, o profissional terá condição de avaliar com clareza todas as variáveis e indicar um caminho a ser seguido de modo a alcançar um nível elevado de satisfação do cliente.

E, nada melhor para atingir esse objetivo do que fazer com que essa explicação seja voltada para a situação daquele cliente e não uma conversa genérica, em que pouco se atém às reais necessidade do segurado.

Escute as necessidades do segurado

Como citado anteriormente, o segurado é quem vai apontar a melhor alternativa para a sua necessidade, conforme a sua demanda. 

Entretanto, é indispensável que o profissional se coloque à disposição e escute atentamente todo o contexto envolvendo o seu cliente que está dividido entre um endosso ou novo seguro.

Já que, é importante reconhecer que essa troca entre o cliente e o corretor tende a facilitar significativamente essa tomada de decisão. 

Afinal, a pessoa terá acesso a maior quantidade de informações e serviços possíveis e, consequentemente, poderá selecionar aquele que lhe concede o melhor custo benefício.

Como facilitar a vida do cliente entre o endosso e novo seguro?

Como já foi citado ao longo deste texto, cada cliente possui um caso e as especificações de cada um necessitam ser avaliadas de maneira cuidadosa. Entre algumas das necessidades, podemos mencionar:

  • Situação vivida pelo cliente;
  • Necessidades específicas;
  • Valores a serem pagos;
  • Estilo de vida;
  • Ocupação de trabalho;
  • Entre outros fatores.

Além disso, é necessário entender como otimizar os custos a partir do serviço oferecido. E, fornecendo a desejada proteção e suporte, independente do sinistro que ocorra.

Portanto, o responsável pela oferta ainda deve estar muito atento aos valores e as vantagens de cada alternativa, apurar e estudar todas as cotações, buscar todos os dados, simplificar os procedimentos de endosso ou novo seguro e ajudar o seu cliente na melhor decisão.

De acordo com o que corresponderá às suas expectativas, você como corretor de seguros conseguirá proporcionais mais vantagens a curto prazo, sempre baseado em suas necessidades e buscas diante daquele determinado momento específico. 

Por fim, o que precisa ficar registrado na mente de qualquer cliente é que o que não pode acontecer é passar sem algum tipo de seguro.

Afinal, as probabilidades de suceder um imprevisto são relativamente altas, e os problemas enfrentados sem qualquer tipo de auxílio podem ser muito maiores do que o investimento em uma cobertura de qualidade e confiável, sem contar na possibilidade de perder um potencial lead da sua carteira.

Ultimas Postagens