Prestação de Serviços - O principal setor do país! - Uphold
prestação der serviços uphold

Prestação de Serviços – Tudo sobre o principal setor do País

Diferentemente das empresas do comércio, que mantêm seu foco na entrega do produto final, a área de prestação de serviço é direcionada para a entrega de soluções e experiências.

Considerado o principal setor do país, essa é uma área que necessita de um olhar mais estratégico e voltado para negócios.

E para que tudo ocorra como é o correto, é necessário compreender esse tipo de trabalho, além de utilizar as ferramentas corretas para viabilizá-lo da melhor maneira possível.

Para que você consiga entender melhor sobre como funciona o setor de prestação de serviço, quem pode fazer parte e quais são os maiores desafios, a Uphold Contabilidade preparou este conteúdo.

Continue até o fim e conheça com maior profundidade os detalhes sobre uma prestação de serviços

O que é uma prestação de serviços?

A prestação de serviço é uma atividade remunerada que atende a certas demandas do mercado, sem que haja necessidade de uma entrega de uma mercadoria em si.

Da mesma maneira, também podemos compreender que o prestador de serviços é o profissional que oferece um serviço que pode ser consumido, sem que o cliente tenha posse dele.

Aqui, ao invés de pagar pela propriedade do produto, o cliente conta com o trabalho oferecido, assim como a experiência de usabilidade pelo que é ofertado.

Entre alguns dos principais modelos de prestação de serviços, podemos mencionar alguns como:

  • Serviços de Marketing;
  • Alimentação;
  • Transporte;
  • Telecomunicações;
  • Beleza;
  • Saúde;
  • Advocacia;
  • Arquitetura;
  • Engenharia;
  • Profissionais de TI;
  • Etc.

Características da Prestação de Serviços

A prestação de serviços, como vimos até agora, pode ser reconhecida por uma série de características predeterminadas.

Para ajudar a compreender melhor este conceito, selecionamos algumas das mais marcantes para ajudar a visualizar com maior clareza.

1.Intangibilidade

Se os produtos são mais fáceis de serem mensurados quanto ao seu valor de mercado, oferecendo maior tangibilidade em relação a ele, a prestação de serviço passa a ser algo “invisível”.

Por ser complicado de metrificar, a intangibilidade é uma das principais marcas deste setor, que depende, na maioria dos casos, do conhecimento e intelecto de outro profissional.

2. Propriedade

Como já falamos algumas vezes, o produto transfere sua propriedade, ou seja, passa a ser de quem o adquire na reta final.

Diferentemente do serviço prestado, que ainda que haja troca de produto, não haverá transferência de propriedade.

Podemos citar como exemplo, o aluguel de um automóvel.

Você poderá usufruir do bem durante um período determinado, utilizando o serviço oferecido, porém a posse continuará sendo da locadora.

3. Perecibilidade

Podemos entender o termo “perecibilidade”, como a duração que um produto oferece, podendo perder sua validade ou estragar após entrega ao cliente.

Com a prestação de serviço, muitas vezes isso deixa de ser um problema.

Afinal, o trabalho certamente poderá ser executado por outra pessoa, desde que haja o treinamento adequado para o trabalho sair com a qualidade desejada.

Segmentos de Prestação de Serviço

Se a prestação de serviço é considerada algo intangível, podemos considerar alguns segmentos do mercado caracterizados diretamente neste setor.

Alguns deles, inclusive, ganham grande destaque e importância por conta da postura da profissão ou do atendimento humanizado direcionado aos consumidores.

Pensando em exemplificar tipos de prestação de serviço, selecionamos algumas das principais áreas de atuação do mercado atual.

1. Corretores de seguros

Corretores de seguros são mediadores entre clientes que desejam se manter protegidos de diversos imprevistos e contratempos, e seguradoras, que oferecem esse tipo de cobertura.

São empreendedores que trabalham em um setor competitivo e acirrado, em busca de flexibilidade e autonomia financeira, necessitando assim, de profissionalização imediata.

2. Jornalistas

O profissional de Jornalismo também é um prestador de serviços que oferece múltiplos adjetivos ao mercado, já que pode trabalhar com a comunicação de forma direta.

Ele pode trabalhar sem vínculo empregatício direto com a empresa, atuando como profissional autônomo, ou abrindo o seu próprio negócio.

Porém, de acordo com o Sindicato dos Jornalistas e todas as normas que regem esse profissional, ele necessita constituir uma empresa de forma direta, contando com o auxílio de profissionais ligados à contabilidade.

3. Coachs

Considerando o trabalho de Coach como um oferecimento de mentoria ou consultoria a respeito de um assunto específico, o trabalho deste profissional costuma acontecer no longo prazo.

Inclusive, este é um segmento que pode ser abordado de diferentes formas, com nichos de atuação dos mais variados como:

  • Emagrecimento;
  • Vida;
  • Carreira;
  • Relacionamento;
  • Entre outros.

4. Engenheiros

Engenheiros que não tenham interesse em trabalhar para empresas como empregados contratados, podem e devem abrir suas próprias empresas, oferecendo serviços através de uma pessoa jurídica (PJ).

Esse método de trabalho garante diferentes benefícios que poderão ser facilmente acompanhados de acordo com uma demanda ágil, como:

Além disso, qualquer setor da engenharia garante um trabalho dentro do segmento de prestação de serviços.

5. Arquitetos

Assim como os Engenheiros, os Arquitetos também são profissionais que buscam flexibilidade e autonomia e se encaixam perfeitamente no exemplo que estamos trazendo ao longo do conteúdo.

Com empresas abertas, é possível se dedicar a diferentes áreas desse mercado e garantir maior liberdade e crescimento no longo prazo.

6. Profissionais de saúde

Os profissionais de saúde podem ser considerados um dos mais importantes prestadores de serviços existentes.

Lidando com vidas, eles precisam contar com outras pessoas para que seu trabalho consiga ser executado na prática.

Desde médicos à fisioterapeutas e dentistas, os profissionais da saúde seguem no topo desta categoria.

Desafios de uma empresa de Prestação de Serviços

Oferecendo possibilidades tão amplas e pouco palpáveis, as empresas de prestação de serviço têm alguns desafios bem específicos em relação à sua atuação no mercado.

Podemos citar alguns exemplos. Confira a seguir:

1. Precificação

Para a grande maioria dos prestadores de serviços, a maior dificuldade ao falar sobre seu trabalho está relacionada à sua precificação.

Isso acontece devido a diferentes nuances da profissão e situações do cotidiano que devem ser levadas em consideração.

Aqui, é importante ter ciência de que cada prestador de serviços irá oferecer formas diferentes de um mesmo trabalho.

Logo, pessoas diferentes irão ofertar resultados distintos, caracterizando a concorrência atual deste mercado.

Por isso, ao determinar o valor sobre uma prestação de serviço, é necessário ter em mente alguns fatores como:

  • Tempo de serviço;
  • Complexidade;
  • Familiaridade;
  • Entre outros.

2. Maior variação na receita mensal

Se a prestação de serviço traz flexibilidade de horário e demanda como um grande benefício de trabalho, podemos dizer que essa também não é uma das áreas mais seguras.

Isso porque a receita estará intimamente ligada aos resultados produzidos em determinado mês.

Com isso, a receita mensal e o fluxo de caixa podem ser variáveis, dificultando uma previsibilidade de pagamentos.

Entretanto, é um dos segmentos mais populares e que, dificilmente, faltará trabalho a ser executado.

3. Previsão de demanda

Como falamos anteriormente, assim como a previsão de receitas, a demanda está intimamente ligada ao fator humano.

Logo, quanto mais profissionais no negócio estiverem aptos a receberem demandas, melhores serão os resultados como um todo.

Para garantir maior previsibilidade, o ideal é que você consiga fechar contratos recorrentes com o seu cliente, garantindo uma receita e um fluxo de caixa saudável para o negócio.

4. Custos fixos

Os custos fixos podem ser um desafio para o prestador de serviços, pois demandam maior organização e controle do que é necessário para gerar o bom funcionamento da empresa.

Sendo assim, é de fundamental importância que o empreendedor mantenha listado e atualizado todos os custos fixos possíveis, como:

  • Contas de consumo;
  • Internet;
  • Salário;
  • Parcelas de empréstimos;
  • Seguros;
  • Aluguel do escritório;
  • Etc.

5. Qualidade na prestação dos serviços

Um dos maiores desafios para quem trabalha com prestação de serviço, seja ele o dono da empresa ou o prestador de serviços em si, é a entrega com qualidade do que foi acordado com o cliente.

Existem diversos fatores que podem atrapalhar essa entrega, além do próprio serviço que pode ter sofrido variações que podem desagradar o cliente, como a não utilização do direcionamento dado por ele, prazos não cumpridos ou entrega fora do que foi acordado.

Sendo assim, podemos dizer que é de extrema importância para o negócio que o prestador de serviços ofereça um serviço de qualidade.

Assim, grandes conflitos poderão ser evitados, e todas as partes envolvidas se sentirão satisfeitas.

Vale a pena abrir uma empresa de prestação de serviços?

Para quem está pensando em dar os primeiros passos no empreendedorismo e precisa escolher uma área de atuação, a prestação de serviço pode ser uma das melhores alternativas.

Em alguns casos, o custo do investimento inicial é mínimo, o que garante maior tranquilidade para quem está dando os primeiros passos no próprio negócio.

No entanto, é necessário levar em consideração não somente os pontos negativos, que precisam ser estudados e avaliados, mas também os pontos positivos e tudo o que eles implicam.

Neste caso específico, o prestador de serviço poderá ser considerado um profissional com muitos privilégios, dentre os quais podemos citar:

  • Maior controle de recebimento de demanda;
  • Possibilidade de emissão de boletos bancários;
  • Maior facilidade em cobrar por serviços não pagos;
  • Possibilidade de aumento da cartela de clientes;
  • Possibilidade de profissionalização e também de formalização do próprio negócio, não dependendo de outra empresa para crescer financeiramente;
  • Redução nos custos emitidos na folha de pagamento;
  • Flexibilização de horários;
  • Etc.

Agora, se você precisar de maiores informações sobre a prestação de serviços e como um contador especialista em prestadores de serviços, a equipe da Uphold Contabilidade estará à disposição para retirar todas as suas dúvidas.

Gostou do conteúdo? Então não deixe de compartilhar sua opinião conosco através da caixa de comentários abaixo.

Ultimas Postagens